quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Dica de teatro: peça “O Topo Da Montanha”.



Olá meus encaracolados e encaracoladas, quanto tempo né? Estou muito sumida e peço-lhes desculpas. Apesar de todo esse tempo sem escrever para vocês, eu não os esqueci. E, para compensar, volto ao blog com uma super dica.

No último domingo, finalmente, fui assistir a peça “O Topo Da Montanha”, estrelada por Lázaro Ramos e Taís Araújo (Estava ansiosa para que eles viessem ao Rio de Janeiro). Fiquei completamente maravilhada. Eu me emocionei muito ao final do espetáculo e digo a vocês: É simplesmente IMPERDÍVEL!

A peça recria os últimos momentos de vida de Martin Luther King Jr (que dispensa apresentações tamanha sua grandeza). O título do espetáculo faz alusão ao seu último grande discurso (“I’ve been to the mountaintop”), feito em Memphis, na Igreja de Mason, em 3 de abril de 1968. É exatamente neste cenário – um dia antes de seu assassinato na sacada do quarto 306 do Hotel Lorraine – que Luther King, interpretado por Lázaro Ramos, conhece Camae, vivida por Taís Araújo (a misteriosa e bela camareira que está em seu primeiro dia de trabalho no estabelecimento). Num perfeito jogo de provocações, Camae faz com que ele se lembre de que, como todos, é humano.

Bom...meus amores, eu saí do teatro muito reflexiva, pensando na história de Martin Luther King Jr e toda a sua coragem (que o fez lutar por meio do amor, do pacifismo e da conscientização pelos seus direitos e pelos direitos de todos os negros). Ele foi tão brilhante que conseguiu tocar o coração de milhões de pessoas. Todos em busca de igualdade de direitos e no combate ao racismo (tudo com base no respeito, sem incitar a violência).

A peça, na minha opinião, dá uma sacudida e convida-nos a avaliarmos qual está sendo o nosso papel nesta sociedade. Mesmo retratando os últimos momentos de vida de Luther King (na década de 60), ela é muito atual, pois infelizmente ainda vivemos tempos de intolerância, desamor e preconceito.

Eu me vi em lágrimas ao término do espetáculo e vi ao meu redor todas as pessoas emocionadas também. Todos comentavam o quão propícia foi essa reflexão e o quão mais fortes e mais motivados a seguirmos o exemplo de Martin Luther King Jr ficamos. Trouxe luz à importância  de transformar vontades em ações, e dessa forma, fazermos a diferença no mundo.

Informações da peça:
“O Topo da Montanha”estreou em Londres, em 2009, e ganhou versão na Broadway, em 2011. No Brasil, a peça é protagonizada e produzida por Lázaro Ramos e Taís Araújo, com direção de Lázaro Ramos e codireção de Fernando Philbert. Após temporada de quase um ano em São Paulo, a montagem já lotou teatros em Campinas, Curitiba, Belo Horizonte, Salvador e Ribeirão Preto.
Estreou há pouco mais de um ano em São Paulo e aqui no Rio de Janeiro fica em curta temporada no Teatro Sesc Ginástico (de 20/01 a 19/02).


Fonte auxiliar: www.sescrio.org.br

 
Foto divulgação


Nenhum comentário

Postar um comentário